Realizada oficina 25 anos ECA

A Escola de Conselhos de Pernambuco em parceria com o Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini- CDMP realizou no dia 02 de abril, a oficina de mobilização promovida pelo Projeto 25 anos do Estatuto da Criança em São Luís. A iniciativa tem o intuito de relatar acontecimentos históricos na área da infância e adolescência nas nove capitais nordestinas, em meio às comemorações de mais de duas décadas de implementação do Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA.

O Maranhão é sede deste encontro pela segunda vez. Em janeiro, o coordenador da Escola de Conselhos de Pernambuco e professor da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Humberto Miranda, entrevistou as militantes na área da infância Maria Ribeiro da Conceição e Zezé Bacelar, ambas integrantes da equipe do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini, como coordenadora e pedagoga, respectivamente. Desta vez, a oficina foi destinada a jovens que são ou foram assistidos por projetos sociais.
Segundo o professor Humberto, através das coletas de dados dos jovens que já estão na fase adulta, pode-se constatar que muito se contribuiu para a formação educacional de crianças e adolescentes no decorrer dos 25 anos do ECA.

“A trajetória destas pessoas deve ser valorizada, pois a caminhada pessoal se confunde com a história da luta em defesa das crianças e adolescentes. As entrevistas também sinalizam a importância das organizações, dos programas e dos movimentos sociais para esta realidade”, afirma o professor.

O segundo encontro aconteceu na Rede Amiga da Criança e todo o processo de entrevistas resultará na construção de um livro que pretende registrar e resgatar anos de luta da implementação do Estatuto da Criança e do Adolescente, em 1990. Além disso, o acervo coletado será disponibilizado para a sociedade civil através do Centro de Documentação da Infância Nordestina, organizado pela Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal Rural de Pernambuco. O Projeto 25 anos do Estatuto da Criança é patrocinado pela Petrobras e Governo Federal. No Maranhão o projeto conta com a colaboração do Centro de Defesa Pe. Marcos Passerini e o Fórum DCA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *